10 Dicas para Gestão de Estoque

Marcio Sanson
20/06/2018
Para muitos empresários realizar uma boa Gestão do Estoque é um grande desafio e um assunto muito crítico. Por isso, separamos 10 dicas super rápidas sobre o tema.

 

Como chegar nesse distribuidor estratégico, com setores integrados, com controle e Gestão de Estoque, que atendam as exigências fiscais e de mercado atuais?

Essa dúvida acontece porque hoje em dia, fazer um inventário que bate no final do dia ou do mês já não é somente o básico e trivial.

Nos dias atuais, é preciso ter uma visão estratégica, conhecimento e ferramentas de controle real time de todas as áreas que se relacionam com o Estoque, que vai desde as Compras e Vendas até o Recebimento, Separação, Faturamento e Expedição.

O que quer dizer, que todos os departamentos do distribuidor devem estar interligados e “falando a mesma língua”. Isso causa menos stress interno e torna o distribuidor mais ágil, com preços competitivos e consequentemente, com clientes mais satisfeitos.

Contudo, como chegar nesse distribuidor estratégico, com setores integrados, com controle e gestão de estoque, que atendam as exigências fiscais e de mercado atuais? Separamos 10 dicas bem rápidas para Gestão do Estoque, mas atenção! Terão muito foco na automatização dos processos:

  1. Gestão real time requer software on-line, ou seja, implantar um ERP 100% web é o básico… E não é porque queremos puxar sardinha para o nosso lado, pesquise e notará que é verdade.
  2. Utilizar apenas 1 um banco de dados com todas as informações dos clientes, produtos, entregas, fornecedores, faturamentos. Pare de trabalhar com planilhas paralelas!
  3. Se tiver mais de 1 galpão/armazém, o conceito de banco de dados único é ainda mais necessário e para unificar os estoques.
  4. Coletores de Dados, Leitores de Dados e Impressoras interligadas ao software de gestão agilizam a entrada e saída, as baixas e a localização dos produtos no armazém.
  5. Melhor ainda se tudo for wireless, proporcionando maior Mobilidade.
  6. Outro ponto básico, ter UA – Unidade Armazenagem organizadas e se possível ter paletes, embalagens, quantidades bem estocadas para agilizar a localização e separação.
  7. eProcurement agiliza os processos de compras.
  8. Adotar processos logísticos inteligentes que visem a acuracidade logística. Se não sabe como fazer, procure um Consultor de Processos Logísticos.
  9. Fique atento ao seu mix de produtos, identifique sazonalidades, oportunidades de compra e venda e aquisição por clientes.
  10. E por fim, fique atento ao SPED! As exigências fiscais estão cada dia maiores e precisam estar integradas ao XML das Notas Fiscais.

 

AINDA COM DÚVIDAS? FALE CONOSCO