Automatizar processos pode ser útil para as empresas

Marcio Sanson
25/06/2018
Descubra neste artigo como automatizar processos com sistemas de gestão pode ser útil para o crescimento da sua empresa de forma estratégica.

 

A adoção de um sistema de gestão empresarial (ERP) pode impulsionar os negócios das pequenas empresas, agilizando procedimentos, registrando e recuperando informações e, ainda, facilitando o relacionamento com clientes e fornecedores.

Esse tipo de sistema nada mais é do que uma ferramenta que integra todas as áreas e departamentos de uma empresa e auxiliar à automatizar processos.

O ERP (Enterprise Resource Planning) possibilita a centralização de todas as informações e, com  isso, facilita a  tomada de decisões e agiliza a comunicação entre os departamentos e seus colaboradores. Até mesmo a produção, no caso de uma indústria, pode ser acionada por meio de um simples pedido proveniente de outra área.

 

O mercado oferece diversas e boas opções deste tipo de ferramenta.

É muito comum a aquisição de um software pronto e a posterior adaptação dos processos empresarias a ele de acordo com o modelo de negócio em questão, o que chamamos de customizações.

Uma segunda opção é encomendar o desenvolvimento de um ERP sob medida para cada empresa. Nessa última, abrem-se duas outras possibilidades: usar uma equipe interna de desenvolvimento de software ou contratar uma empresa especializada.

No primeiro caso em questão, é perfeitamente possível oferecer uma solução única às empresas, desde que esse sistema seja flexível a ponto de permitir uma configuração de acordo com as regras do negócio envolvido. Exemplo: diferentes tipos de entrega, modelos de pedido de vendas, cálculos de impostos, entre outros aspectos.

Os programas mais avançados já possuem, além dessa parametrização, diversas funcionalidades que atendem às especificidades de diversos setores, como o de construção civil, hotelaria, confecção, importação, etc.

No Brasil, os principais fornecedores de ERP estão atentos às necessidades das médias e pequenas empresas. Entretanto, devido ao alto custo operacional e de implantação, os grandes fornecedores não têm como atender às necessidades das PMEs, uma vez que nesse segmento do mercado predominam soluções regionais ou de “caixinha” compradas em livrarias.

É importante salientar que existem opções eficientes e de alta qualidade para as pequenas e médias empresas. Uma delas pode ser por meio do aluguel da licença do software no modelo SaaS (Software as a Service ou Software  como Serviço).

Se optar por essa modalidade, a empresa reduzirá drasticamente o custo inicial, uma vez que investimentos em sistemas já prontos são mais baratos, mesmo sendo necessário fazer algumas customizações. Alguns investimentos em software podem ser parcelados via financiamento do BNDES.

Antes de optar por um ERP, é preciso alguns cuidados pelo fato das diferentes formas de comercialização, diferenças nos módulos e nos níveis de complexidade de cada um. Existem sistemas 100% web, terminal servers ou apenas locais, etc.

 

O importante é que os sistemas de gestão devem ser simples e fáceis de usar!

Verificar se há requisitos de hardware e software necessários para o funcionamento dos ERPs cotados e quais são esses requisitos.

De preferência, escolha um fornecedor que tenha experiência no segmento ou ramo de atividade da sua empresa. Por último, mas não menos importante, verifique se o fornecedor tem uma metodologia de implantação e se todo processo é documentado para que você tenha controle do processo.

 

AINDA COM DÚVIDAS? FALE CONOSCO