Como foi minha visita à NASA

Tiago Amato
04/12/2018
Descubra como a chegada do homem à lua me impactou e quais lições trouxe para a empresa sobre gestão de equipes após visitar a NASA.

 

Talvez um dos maiores pontos de dúvida da humanidade, que atravessa gerações, é se realmente o homem pisou na lua. Existem diversas teorias de conspiração que pregam que o fato, que completará 50 anos em 2019, não passou de um fake news no auge da guerra fria.

Entrada do Huston Space Center

Entrada do Huston Space Center

Como todo cientista que se preze e possui o hábito de pesquisar, entender um pouco mais e talvez vivenciar uma parte do que foi o Projeto Apollo e os predecessores Mercury e Gemini, aproveitei minhas férias e fiz uma escala em Houston, mais precisamente no Johnson Space Center a unidade da NASA, responsável pelo treinamento de astronautas e monitoramento de missões.

O centro espacial atualmente “respira” os projetos voltado a chegada do homem à Marte, inclusive incentivando as crianças visitantes a serem esse primeiro humano a pisar no planeta vermelho. Sobre a chegada do homem na lua, realmente, essa chegada ocorreu e com irrefutáveis provas documentais e materiais do feito norte americano.

Rocha Lunar trazida pela missão Apollo 17.

Rocha Lunar trazida pela missão Apollo 17.

Muitas áreas operacionais são abertas para visitação acompanhado de guias, que mostram todas as curiosidades e detalhes. Durante a visitação nessas áreas, pude verificar o comportamento de diversos funcionários em seus locais de trabalho e a sinergia que ocorre entre as equipes.

A minha primeira parada foi no Centro de Controle de Missão, local esse que já foi mostrado em diversos filmes e que tem como função prestar todo o suporte operacional a tripulação embarcada nas espaçonaves durante todo o voo espacial.

Fachada do prédio que abriga a sala de controle.

Fachada do prédio que abriga a sala de controle.

Sala de Controle (Room 2).

Sala de Controle (Room 2).

Durante a palestra proferida por uma das funcionárias da equipe que atua em outra sala mais moderna usada no controle da Estação Espacial Internacional (ISS) e outros projetos não tripulados lançados, ela informa que todos esses computadores que compõe a sala tem um poder computacional muito inferior ao seu smartphone.

Exatamente a mesma pergunta que você está se fazendo agora eu fiz muitas vezes seguidas:  O homem foi a lua com quase nada de recurso computacional? Como Assim?para aumentar meu desespero ela complementa: “todos eles juntos possuem 5 MB de memória”. Isso mesmo!  Não conseguiríamos colocar 2 arquivos MP3 ou uma foto em alta resolução neles!

Com essas informações fiquei mais atento ao comportamento dos funcionários da Agência Espacial, e foi ai que entendi, que por mais que hoje haja pesado investimento para fornecer recursos aos projetos o que levou a NASA a ser reconhecida pelos seus feitos foi sua equipe.


O que a equipe NASA possui de diferencial?

Quando falo em equipe me refiro do astronauta até o controlador de acesso que fez minha liberação de entrada na unidade.

  • Consciência da sua função e a relevância da mesma para que a missão da NASA seja cumprida.
  • Organização de seu ambiente de trabalho a fim de torna-lo saudável e eficiente.
  • Disciplina em seu aperfeiçoamento pessoal e profissional.
  • Incansável busca por metas e resultados visando a melhoria e segurança do processo ao qual está inserido.
  • Alto grau de patriotismo (todos tem uma bandeira de seu país na sua mesa, essa ideia implementei na minha mesa aqui na UNO logo que voltei!), além de haver a bandeira em seus uniformes e em todos os prédios do complexo.

Como manter as pessoas constantemente motivadas?

No site da NASA é possível ver as oportunidades de vagas e carreiras e suas remunerações anuais, independente do julgamento sobre as remunerações o que faz com que a equipe possua esse comportamento é um objetivo comum e satisfação pessoal em fazer seu trabalho bem feito!

As pessoas são valorizadas e reconhecidas pelos seus feitos dentro do programa espacial e tem sua memória cultuada dentro da organização (creio esse ser um fator mais recompensador do que qualquer outro). No final deste artigo deixarei algumas sugestões materiais complementares que demonstram isso.

Ao longo do projeto espacial, infelizmente, muitas pessoas perderam a vida em trabalho e em homenagem à todas essas pessoas existe uma área com muitas árvores, onde cada árvore representa uma delas com uma placa de identificação, independente de seu cargo.

A busca pela perfeição e segurança contra ocorrência de falhas é tão grande que na segunda parada visitei a Space Vehicle Mockup Facility, nesta área são feitas réplicas em tamanhos reais das naves, sondas, cápsulas e quaisquer outros equipamentos enviados ao espaço.

Nesta área são treinados exaustivamente os procedimentos a ser cumpridos para que o sucesso real da missão seja garantido e a segurança de todos seja preservada.

 

Projeto Orion

Réplica da sonda Orion

Réplica da sonda Orion

A réplica da sonda Orion tem a missão de levar o primeiro astronauta à Marte, no momento haviam astronautas em seu interior e as equipes de controle ao seu redor monitorando os processos e comportamento dos astronautas. O Projeto Orion possui prédios dedicados e que não podem ser visitados onde são feitos os estudo e evolução do projeto.

Ainda nessa área me chamou muito a atenção o destaque dado para a criação e compartilhamento de conhecimento:

Projeto Orion

Projeto Orion

Em amarelo podemos ler:

  • Aprender
  • Compartilhar
  • Competir
  • Evoluir

Esses são uns dos pontos mais importantes na gestão do conhecimento dentro de nossas organizações, pois quanto maior for a troca e equalização do conhecimento entre nossa equipe, maior será a evolução da empresa em busca de seus objetivos e mais mais facilmente serão atingidos.

Sabemos que a gestão das equipes não é uma tarefa fácil, pois temos no Brasil a cultura de pensarmos individualmente e não com espírito de equipe focado num objetivo comum.

Quando existe uma ou mais pessoas na equipe que não tenha essa consciência a gestão torna-se mais difícil pelo fato da motivação ser um fator peculiar a cada indivíduo.

Se a NASA conseguiu inventar-se, evoluir a partir de seus erros (inclusive causando perda de vidas), chegar a lua e hoje ser referência mundial tendo menos recursos computacionais que você, o que lhe impede de obter os  resultados melhores que seus concorrentes e tornar-se referência em seu mercado de atuação?

Caso tenha contribuições com esse artigo ou queira compartilhar experiências pode me chama no Linkedin e também aproveite a lista de material complementar que separei onde pode constatar muitos mais do que pude descrever neste artigo.

Sites:

Filmes e Documentários:

  • The Last Man on the Moon
  • Mission Control: The Unsung Heroes of Apollo
  • Mercury 13
  • First Man